1 de setembro de 2019

3º Encontro de Agronegócios do Sul e Sudeste do Pará Será no Tatersal do Parque de Exposições


Com o objetivo de contribuir ainda mais com o desenvolvimento econômico de Parauapebas, o SIPRODUZ realiza pelo terceiro ano consecutivo o ENAGRO - Encontro de Agronegócios do Sul e Sudeste do Pará.



O evento voltado para produtores rurais e estudantes, ocorrerá nos dias 2 e 3 de setembro no Tatersal do Parque de Exposições Lázaro de Deus Vieira Neto, a partir das 8h.

Durante esses dias, os participantes poderão conferir 8 palestras ministradas por profissionais da área, professores mestres e doutores, que vão compartilhar conhecimento em torno de temas voltados ao agronegócio. O ENAGRO é realizado em parceria com UFRA, IFPA, EMATER, SEBRAE e SENAR.

Confira a Programação:

- 02/09 (Segunda-feira)

Horário
Ação
8h
Credenciamento
9h
Abertura Oficial do ENAGRO
9h30
Coffee Break
10h
Palestra: Conservação de APP – IFPA - INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ. Palestrante: Ms. Gustavo Francesco de Moraes Dias. Engenheiro Ambiental, Mestre em Ciências Ambientais, Professor IFPA.
10h30
Palestra: Saneamento Ambiental: Uma visão de como tratar seu esgoto sanitário. Palestrante: Diego Raniere Nunes Lima. Especialista em Esgoto Sanitário, Professor IFPA.
11h
Palestra: Criação de organismos aquáticos integrados à produção agrícola. Palestrante: Prof. Leonardo Vaz Pereira – Campus UFRA Parauapebas/PA. Médico Veterinário, Dr. em Zootecnia de Produção de Organismos Aquáticos.
12h
Almoço
14h
Palestra: Uso do pó de rocha e do rejeito da mineração na agricultura. Palestrante: Prof. Leo Jackson da Silva Moreira - Campus UFRA Parauapebas/PA. Agrônomo, Dr. em Solos e Nutrição de Plantas
15h
Palestra: Manejo do Pastejo em ILPF. Palestrante: Prof. Raylon Pereira Maciel - Campus UFRA Parauapebas-PA. Zootecnista, Dr em Ciência Animal Tropical.
16h
Coffee Break
16h30
Palestra: Componente florestal no ILPF. Prof. Angelo Augusto Ebling - Campus UFRA Parauapebas-PA. Engenheiro Florestal, Dr. em Manejo Florestal


- 03/09 (Terça-feira)


Horário
Ação
8h
Palestra: Empreendedorismo no Campo. Palestrante: Tathiane Faro Noronha – SEBRAE Parauapebas. Zootecnista, Especialista em Gestão Empreendedora, Analista Técnico do Sebrae, Gestora de Projetos do Sebrae.
9h
Palestra: Modelo de Piscicultura na Região Araguaia - Case de Conceição do Araguaia. Palestrante: Marco Aurélio de Almeida – SEBRAE. Técnico em Agropecuária, Gestor Empresarial, Especialista em desenvolvimento Territorial, Analista Técnico do Sebrae, Gestor do Projeto de Piscicultura na Região do Araguaia.
10h30
Palestra: Agricultura Familiar: Quem somos? Nós também contribuímos com a feira de Agronegócio de Parauapebas.Palestrantes: Nelson Jean Junior e Franceli de Sousa Silva – EMATER. Sociólogos, Extensionistas da EMATER.
12h
Intervalo para almoço
14h
Palestra: Alimentação de vacas leiteiras em período de transição. Palestrante: Anaiane Pereira Souza – Profª. UNIFESSPA Campus Xinguara/PA. Zootecnista, Mestrado pela Universidade Federal da Paraíba, doutorado pela Universidade Estadual Paulista.

15h
Palestra: IN 76 e 77 novas legislações de leite, impactos no setor e perspectivas de atendimento. Palestrante: Paulo Vinícius da Costa Mendes – Campus UNIFESSPA de Xinguara/PA. Médico Veterinário, Doutor em Medicina Veterinária Preventiva, Professor Adjunto de Inspeção e Tecnologia de Produtos de Origem Animal da UNIFESSPA campus de Xinguara PA
16h
Coffee Break
16h30
Palestra: Avicultura na Região Sul e Sudeste do Pará – DISTRIBUIDORA SÓ AVES. Palestrante: José Silva Guimarães. Consultor Só Aves, Instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).
17h30
Encerramento e degustação de carnes de frango

Já é Setembro!


O mês da primavera chegou!
31 de agosto de 2019

Cartas de Sábado a Noite!


Não sei como as pessoas trabalham em período integral, se exercitam regularmente, mantêm um blog e têm filhos 👪. Então eu ainda escolho ter um blog do que me exercitar, pois o trabalho e os filhos é sagrado. Entre o que me resta escolhi blogar. Que não deixa de ser um exercício pra minha psique.

Minha inspiração para blogar sempre veio em ondas, mas nunca foi inexistente como é agora. Eu simplesmente não consigo me importar como antes. Me sentia culpada quando não blogava. Agora não mais. Aliás não quero sentar na frente de uma tela todas as noites. Eu prefiro estar na companhia de alguém que merece minha atenção. 👫
Eu não quero ir dormir depois da meia-noite e passar o dia inteiro exausta só porque "eu tenho que terminar este post". 

Tenho feito outras coisas que também me dão prazer. Namorar por exemplo. 💘
O blog pra mim é hobby. Esse é o principal motivo pelo qual eu nunca o profissionalizei. 

As vezes eu sumo, mas eu sempre volto. Fiquem comigo. Me perdoem!
30 de agosto de 2019

Abertura Oficial da Fap 2019

Oiêee amores.

Então, quero convidar os leitores desse 💜 "bloguinho"  💜 para a abertura da Fap. 🐎
Todas as informações estão no convite  que recebi essa semana no meu e-mail. Detalhe, não esqueci de postar pra vocês e estender o convite. 

29 de agosto de 2019

Sessão de Pré-estreia de It Capítulo 2



Tem pré-estreia, semana que vem, dia 4 de setembro do longa metragem It. Capítulo 2 na sala 1, as 21h 👺
Você está pronta pra pular da poltrona he, he. Confesso que filmes de terror não é um dos meus preferidos, até por que não tenho estrutura para tanto suspense. Mas o estilo é o preferido da filhota mais velha, então eu sempre tive que assistir com ela na adolescência filmes desse tipo. Agora na fase adulta dela, eu até sinto falta de vermos filmes juntas e ela me chamar de medrosa. 

Como ela vem para casa esse final de semana e o Circuito Cinemas está com a tela recheada de filmes com histórias assustadoras é claro que ela vai assistir It. Capítulo 2. 

Vinte e sete anos depois dos eventos de "It - A Coisa", Mike (Isaiah Mustafa) percebe que o palhaço Pennywise (Bill Skarsgard) está de volta à cidade de Derry. Ele convoca os antigos amigos do Clube dos Otários para honrar a promessa de infância e acabar com o inimigo de uma vez por todas. Mas quando Bill (James McAvoy), Beverly (Jessica Chastain), Ritchie (Bill Hader), Ben (Jack Ryan) e Eddie (James Ransone) retornam às suas origens, eles precisam se confrontar a traumas nunca resolvidos de suas infâncias, e que repercutem até hoje na vida adulta.
Veja o Trailer.




28 de agosto de 2019

Minha Primeira Experiência nas Aldeias Xikrin do Cateté


Claro que eu tinha outra expectativa de realidade das aldeias indígenas da comunidade Xikrin. 💘

Sabe o conhecimento abstrato e intuitivo que imperava em mim sobre as aldeias de nosso município, veio por terra no exato momento da chegada, logo na primeira aldeia.

Acho que as aldeias visitadas por mim até então e os estudos da "5ª série" da minha época internalizou tão profundamente em mim que eu esperava ver pequenas ocas de palhas, (risos).

Quando chegamos, logo vi que, por falta de vivência, para não dizer de conhecimento mesmo, minhas expectativas não seriam nem de perto atendidas. Eu só posso afirmar com propriedade que não sabemos nada sobre uma aldeia indígena. Não sabemos mesmo! Não sabemos ao certo o que é preservar seus costumes, quão boa é a aproximação com os brancos, como eles vivem e se socializam entre si. Achamos que sabemos sobre eles, mas na realidade não sabemos nada. Somos meros cidadãos pretensiosos que acham que sabem de tudo.

A primeira aldeia em que chegamos foi a Pokrô. É uma nova aldeia. Lá vivem cerca de 20 famílias, que somam em média 80 índios. A maioria são crianças e jovens, motivo pelos quais solicitaram ao poder público municipal uma escola e posto de saúde. Essa aldeia em questão, ainda não tem serviços básicos, como por exemplo, sistema de abastecimento de água. Motivo este, pelo qual estávamos lá.


O engenheiro do Saaep olhou o poço onde a comunidade está pegando água para o abastecimento doméstico

A ida a aldeia foi uma visita técnica promovida pela gestão municipal através do Departamento das Relações Indígenas em parceria com o Sistema de abastecimento de Água e Esgoto e Secretaria Municipal de Produção Rural. O engenheiro do Saaep, que nos acompanhava na visita fez a parte técnica. Olhou o local onde será feito o poço artesiano para o abastecimento de água na Aldeia e tudo mais quanto fosse necessário para garantir aquela comunidade o abastecimento potável. 

Por enquanto os índios dessa aldeia estão vivendo em barracos improvisados e estão começando uma nova comunidade, porém com muitas dificuldades.

O Agrônomo da Sempror dando explicações sobre os possíveis projetos a serem desenvolvidos na comunidade
Para mim eu vivi alguns momentos de imersão. Após a visita na Pokrô percorremos mais 26 quilômetros até a aldeia Djujekô, onde almoçamos. Eu mesma preparei nosso alimento. Eu já tive a honra de ter um banquete com peixes e frutas preparado por uma comunidade indígena, da tribo Guarani, na praia de Camboinhas na Cidade de Niterói-RJ em 2008. Porém, nos Xikrin não me senti a vontade devido o adiantado da hora, já passava das duas da tarde e eles já haviam almoçado. Apesar de termos sido bem recepcionados na casa do Cacique, fui eu mesma preparar o nosso alimento. Confesso que não foi nada fácil cozinhar num fogão a lenha com muita fumaça e sem a comodidade que estou acostumada.

Na Djujekô já deu para perceber os costumes circulares onde as casas foram construídas e a casa do guerreiro ao centro. As casas são simples e com pouca mordomia para nossos padrões. 

Nessa aldeia percebi  que as mulheres fazem pintura corporal com jenipapo e urucum, artesanato com miçangas e sementes, e pequenos cestos de cipó ou palha de buriti. 👌


 Inclusive até  adquirir um cesto pra mim que está nesse momento decorando a parede atrás do meu home office. 💝



Agora meu trevo já tem um lugar especial pra ficar!

Uma coisa me chamou bastante a atenção nessa aldeia, a quantidade de resíduos produzido e essa correlação com a cultura do branco. Ao questionar sobre a quantidade de garrafas peti espalhadas pelos quintais, fui informada que os índios adoram refrigerante. É bastante comum vê-los tomar a bebida quando estão reunidos.
Uma das iguarias preferidas dos Xikrin, carne de jabuti.

Após o almoço 🐢 seguimos viagem para o nosso próximo destino, a Aldeia Ôodjã. Logo ao chegar percebi uma diferença em relação à Aldeia Djujekô.  A Ôodjã estava mais organizada, sem a presença de resíduos sólidos e as casas já não tinham tantos objetos e entulhos.  Ver semelhanças dentro de uma mesma sociedade é incrível e confuso ao mesmo tempo. Mais incrível ainda é ver essa diferença com a nossa realidade.
Ainda na aldeia Ôodjã, o coordenador das Relações Indígenas da Prefeitura Municipal de Parauapebas, relatou que alguns costumes são imprescindíveis para a boa convivência e relação com o branco e os Xikrin, como um simples aperto de mão. Girlan visitou a casa dos professores e conversou com os líderes indígenas estreitando ainda mais a relação da gestão municipal com a comunidade Xikrin.


Após essa visita as aldeias, eu percebi de forma muito intensa, o quanto estamos desconectados de nossos semelhantes e como a opinião dos mais velhos é valiosa para todas as etnias indígenas. Percebi o quanto não respeitamos os saberes dos nossos ancestrais e de nossa árvore genealógica. Uma velha índia sabe qual erva usar pra sanar diversas doenças, tocando a barriga de uma mulher grávida sabe qual posição o bebê está. São verdadeiras parteiras.

Mergulhar nesse mundo exótico e desconhecido é um presente pra mim. Quando mergulhamos em algo novo, percebemos que aquilo quebra algumas limitações, tabus, etc. Nos tempos da faculdade estudei bastante sobre a cultura indígena. Com um período de tempo afastado de quase tudo, e após essa retomada de vivências quase que repentina, devo confessar que, internamente  foi difícil estabelecer uma visão consistente sobre os Xikrin.

No mais percebi uma grande influência da nossa cultura internalizada na aldeia, a exemplo da evangelização, mais precisamente na Cateté, onde concentra a maior população indígena. Percebi que construíram um templo onde se reúnem e cultuam a religiosidade agora no cristianismo. 
No mais o que me resta é a esperança de aprender a amar o meu semelhante e ver dias melhores nas aldeias. 💗

1 de agosto de 2019

Bem Vindo Agosto!

Dizem que Agosto é o mês mais longo do ano. Sinceramente eu tenho essa impressão. Ano passado eu senti esse mês tão longo que teve uma hora que pensei estar nuns daqueles filmes, tipo  "em algum lugar do passado", que você repete o dia  várias vezes.


Hoje aqui em casa é dia de cumprir ritual, (risos). Soprar canela para entrar prosperidade na casa. Já dei bom dia pro sol, já mentalizei tudo que espero nesse mês. Farei uma prova dia 11, que é a segunda etapa do processos eletivo para Conselheiro Tutelar. Confesso que não estudei o quanto preciso, vou me valer dos conhecimentos que já possuo. 

Hoje inicia um novo mês, um novo semestre e é lua nova. Um momento bom para iniciar novos projetos. E que seja tudo a gosto de Deus.


31 de julho de 2019

Amanhã Estreia Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw


Bom diaaa! 
Amanhã é dia de estreia, e a bola da vez é um dos filmes mais esperados do ano, Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw. O longa mostra a aliança improvável entre o policial Luke Hobbs (Johnson) e o exilado Deckard Shaw (Jason Statham), que decidem se unir para combater o vilão Brixton, interpretado por Idris Elba, que aprimorado geneticamente  ameaça o futuro da humanidade.

O vilão Brixton, promete ser um dos mais marcantes da franquia Velozes e Furiosos. Parte homem e parte máquina, Brixton sonha em transformar o mundo e se considera uma evolução da raça humana. 


A coisa fantástica que o filme traz  são cenas sem efeito de computação gráfica. O que me deixou bastante intrigada pelas cenas que vi no trailer. Vamos conferir!


Elenco

Dwayne Johnson, Jason Statham, Idris Elba, Vanessa Kirby, Helen Mirren, Eiza González, Eddie Marsan, Eliana Sua, Cliff Curtis, Lori Pelenise Tuisano, John Tui, Joshua Mauga, Joe Anoa´i, Rob Delaney, Alex King, Tom Wu, John Macdonald


Estreia
01/08/2019

Direção
David Leitch


SALA 1 em 3D 

HORÁRIOS: 13:00, 15:50, 18:40  e 21:30

SALA 3 em 2D

HORÁRIOS: 15:00, 17:50 e 20:45

Topo