8 de julho de 2020

A Longa Travessia de Uma Mãe Solo

A respeito de ser mãe solo. Então, eu conseguir. Mesmo diante do preconceito de uma sociedade eu venci, nós (eu e meus filhos) vencemos. Reconheço a importância de um pai na vida de um filho, mas ter a mãe é essencial. Sobre todas as coisas que ouvi, sobre todas as portas que se fecharam e sobre todos os relacionamentos que não aconteceram por causa dos meus filhos, só tenho algo a dizer. Eu venci.


Eu venci, mesmo diante de tantas dificuldades e de uma rotina exaustiva e carga de trabalho duplicada. Muitas vezes deixei de sair, ter uma vida social por me sentir culpada de deixar meus filhos. Eles podiam ficar em segurança, mas mesmo assim eu me sentia culpada. Sabe quando você estar se divertindo, mas soa irresponsável deixar o filho. Então, eu tenho consciência que não é. Todas as mães, mulheres solteiras tem o direito de se divertir, e não é errado. Mas comigo era diferente. Acho que a culpa sempre esteve comigo. Culpa de ter filhos sem pai, culpa disso, culpa daquilo. Só tenho algo a dizer, mesmo com a culpa sendo companheira constante, eu venci.

Eu venci o preconceito de homens que não achava interessante namorar uma mulher com filhos. Só lamento por eles, pois ao invés de olhar a mulher que eu era e ainda sou, que luta diariamente para criar os filhos e dar uma boa educação, eles simplesmente saciavam seu ego de homem perfeito que merecia uma história só deles. Não estavam errado, todo mundo tem direito de fazer suas escolhas. E eu garanto, eu nunca era a escolhida. E por certo tempo isso me incomodou bastante.

Um dia soube que a "moça" do bordel casou com um homem super bacana. Assim como eu ela estava fadada ao fracasso de nunca ser levada a sério. Mas ela foi, e isso foi incrível. Ela não tinha filhos.

Pois é, fora a vergonha da família, a piadinha dos colegas, temos que fazer jornada dupla para dar conta do sustento da casa. Tudo isso nos faz ter um olhar de cansaço. E por tudo isso e muito mais precisamos ser respeitadas. Ouvir de um homem que você ama a célebre frase "eu me casaria com você se não tivesse sido casada e tivesse duas filhas", é tão cruel quanto cravar um punhal no peito. Mas só tenho algo a dizer. Eu venci!

Tenho minhas filhas e meu filho. Todos lindos e bem criados.

23 de junho de 2020

Diário de Uma Mãe: Meditação e Maternidade


O dog de você fazem meditação também?
O dog de vocês faz meditação também?

Oiêe vizinhas. 
Resolvi aparecer por aqui hoje, afinal é dia de São João, e precisamos acender a fogueira do nosso coração.
Estava off, como a maioria das pessoas, porém, off também aqui do Blog.
Aproveitei esses dias para me acalmar, me tranquilizar e podia ter aproveitado  o tempo livre para escrever sobre muitas coisas, mas simplesmente quis me aquietar, pois já parecia inverno aqui em casa, todos juntinhos e quietinhos.

Por uns dias estava deixando  o medo tomar conta de mim. E umas das coisas que gosto de fazer contra o pavor de dias ruins é meditar.
Nada melhor do que acalmar a mente para enfrentar com sabedoria os desafios que vivenciamos. E muita gente sabe disso, prova é que a busca pela palavra meditação na internet atingiu seu recorde.

A grande causa por essa procura toda são os efeitos nocivos de isolamento. As pessoas procuraram ajuda e isso é bom. Males como ansiedade, medo foram carros chefes nesses dias de quarentena.

Há centenas de milhares de pesquisas que atestam os benefícios da meditação para a saúde. De acordo com neurocientistas, a partir de oito semanas de prática de ao menos 30 minutos diários mostram mudanças nos padrões de ativação de cérebros saudáveis.

Para quem é mãe talvez não seja tão fácil tirar alguns minutos para meditar. Com as crianças em casa em tempo integral exigindo sempre  a nossa atenção chega a ser quase impossível praticar a meditação. Para isso eu comecei a incluir o Pedro Augusto nessa prática. Com tanta energia e sem poder sair de casa para atividades, passeios, praças, eu vi na meditação uma boa alternativa para o Pedro se acalmar mais, pois ele tem andado bastante agitado.

Confesso que também preciso me tranquilizar, para o bem estar e uma convivência saudável com os filhos, nós mães precisamos sempre estar buscando alternativas positivas para manter a disciplina e o diálogo.


Para meus leitores essa foto super fofa do Pedro Augusto fazendo caras e bocas quando disse que ele ia ficar 10 minutos quietinho de olho fechado ha, ha. 

Fotos: Habib Caiado
1 de junho de 2020

Hoje é o Dia da Imprensa




Em tempos sombrios em que a liberdade de imprensa é atacada, não temos muito o que comemorar. Mas vamos em frente, seguindo e nos firmando.
26 de maio de 2020

Como Fazer Amarelinha Com Fita Adesiva!

Nessa quarentena eu andei inventando algumas brincadeiras com o Pedro Augusto aqui em casa. Sem poder sair, o jeito foi usar a imaginação.

Eu fiz uma amarelinha no  chão da sala mesmo para ele entreter um pouco.

O legal dessa brincadeira é que você pode brincar dentro de casa e é super fácil de fazer, você só precisa de um rolo de fita crepe ou da sua preferência e 1 pincel.

Escolha um local da casa de bom acesso para a brincadeira. Um corredor ou cômodo livre e seguro onde a criança pode brincar e pular. E que o piso seja liso.

Aí então você já pode criar a amarelinha apenas com a fita e vai fazendo os quadradinhos do 1 ao 10. O melhor é que não suja o chão e pode ser retirada facilmente. Além disso, as crianças vão adorar a surpresa!


Com uma fitinha você faz uma amarelinha fazendo os quadrados  de 30 cm.


24 de maio de 2020

Hoje é Dia Nacional do Café



Bom dia amores mio!

Hoje comemora-se o dia nacional do café. A data simboliza o início da colheita nas regiões de café do Brasil e por que a bebida é consumida por quase 90% da população brasileira.

Agora me diz se não é bom tomar aquele cafezin logo pela manhã, ainda de pijama na poltrona da sala. Parece um ritual aqui em casa, he he!


Eu sou suspeita pra falar dessa bebida super aromática. Sou uma dependente, e não me incomodo em compartilhar com meus leitores.

No trabalho também temos café, rss.


Em casa, café com cuscuz também é bão! 🍳



É um prazer imenso  escrever sobre esta bebida tão consumida em todo   o Brasil e para não falar no mundo.
É uma pena estarmos nessa terrível pandemia, pois não podemos ir a nenhuma cafeteria degustar aquele delicioso cafezinho. Os de sabores balanceado de chocolate são favoritos por aqui he, he.
Espero que com esse post você tenha tido vontade saborear uma xícara de café. E aproveite para pesquisar mais sobre a cultura cafeeira. Eu já estou com o meu aqui do ladinho enquanto escrevo este artigo.



Aqui em casa eu fiz o cantinho do café, que além de me atender é super charmoso e está super em alta nas decorações minimalistas.

Mas vou mostrar o cantinho do café em outro post, ok!

Topo