11 de outubro de 2016

Dia das Crianças: Qual o melhor presente?

Olá mamães o dia hoje foi tão legal. Véspera do dia das crianças o comércio fica agitado né. Eu aproveitei e sai para comprar um presentinho pras crianças. Coisa bem simples mesmo, por que o maior presente é a presença. E isso graças a Deus eu venho procurando sempre dar para os meus filhos. Um presente todo dia, a minha presença na vida deles.


Indo ao comércio, eu pude ver pais, até meio emotivos a encontrar o presente ideal para o filho. Isso me fez pensar até que ponto queremos suprir a felicidade do filho com brinquedos caros ou coisas do tipo. 

Claro que toda criança adora um brinquedo novo. Mas será que todos os pais se fazem presentes na vida dos filhos? Eu me olhei por um instante e percebi que mesmo falhando em algumas coisas venho cumprindo essa missão de mãe e educadora na vida da minha pequena grande prole. 

Presente do Pedro Augusto. Ele ama miniaturas de animais.

Por um momento, morri de medo de está fazendo exatamente o que eu temia. Querer suprir as faltas com algum brinquedo.  Eu acredito que compensar a ausência física com presente não é uma boa atitude, até por que  essas compensações prejudicam a educação. Pior do que dar presente no lugar da presença é agir com hipersolicitude para agradar os filhos, permitindo que os filhos ajam de forma inadequada, pelo simples fato de se sentirem menos culpados por não terem tempo para eles. 
Toda educação tem como base a disciplina. 

Talvez minhas leitoras esperassem um super post com dicas de lojas para comprar presentes no dia das crianças. Mas dentro do que já escrevi eu quero dizer que todas nós mães podemos partir do pressuposto que queremos filhos bem educados, que façam boas escolhas no futuro, que sejam responsáveis na vida adulta, etc. Diante disso devemos ensinar desde na primeira infância o consumo consciente. Até que ponto isso é necessário ou supérfluo. De que modo eu me comporto conforme a mídia me incentiva? Todas essas coisas são importantes falar com nossos filhos. Ensinar para eles desde muito cedo que nossa vida é condicionada a economia do pais. E acreditem essa aula pode ser bem simples. 


Topo