9 de abril de 2018

Como Criar uma Filha Confiante e Responsável!


Oiêe amoras e amores, (pois 51 % dos leitores é do gênero masculino he he). Eu quero lhe dizer como criar uma filha altruísta, desenrolada, autêntica, independente, responsável e feliz. Essas características resumem a minha segunda filha Maria Luiza ❣


O que me motivou a escrever esse artigo foi o fato da Maria Luíza por iniciativa própria fazer pirulitos de chocolate e vender na escola. Sempre boa demais, meiga, doce e muito responsável, desde que o Pedro nasceu ela tem me auxiliado com ele, e com algumas tarefas domésticas, de acordo com a idade dela, 13 anos. 

Mesmo com a pouca idade ela já mostra sinais de empreendedorismo. Sempre criei meus filhos dentro da nossa realidade, sem fantasias ou sonhos ilusórios e alguns dias atrás eu fiz um curso de como fazer  ovos de chocolate e fui colocar em prática o que eu aprendi.  A Maria Luíza como sempre bizoiando tudo. Foi então que ela perguntou se podia fazer pirulitos para ela vender na escola. Confesso que aquele pedido me surpreendeu um pouco. A maioria das meninas na idade dela jamais fariam isso. Na hora eu não administrei bem a ideia. Foi então que ela continuou falando sobre o assunto. 

Passados uns dois dias ela novamente falando no assunto e me chamando para comprar as formas e todo o material necessário para a confecção dos tais pirulitos. Foi quando ela me apareceu com a listinhas dos itens e me mostrou.  Nesse momento que eu vi que aquilo era  sério e importante pra ela.

O mais legal de tudo foi vê-la querendo mesmo fazer aquilo e fazendo planos com a grana que iria ganhar.
Foi então que fomos a lojas Tropical aqui no Rio Verde e adquirimos os produtos. Barra de chocolate, fitas, formas, flocos, embalagens e tudo que ela solicitou nós compramos.

Lá no fundo eu ainda pensava que era tudo fogo de palha que ela iria fazer uma vez e logo iria desanimar das vendas dos pirulitos. Foi onde eu me enganei. E a gente mesmo conhecendo os filhos, educando eles, sabendo de vossas capacidades ainda assim as vezes a gente se surpreende com eles.

A Maria Luíza❤ vendeu todos os pirulitos no primeiro dia. Isso deixou ela tão feliz e animada que com a grana que ela ganhou ela comprou mais chocolate e fez mais pirulitos. E as vendas continuam. Ela já está se tornando uma mini empreendedora, pois já está diversificando sua produção. Comprou novos modelos de forminhas, está criando testando novos sabores e está super animada com suas vendas.

Isso me trouxe uma lição tão grande, que vou levar pra minha vida toda. Essa capacidade de tentar, de fazer acontecer, ela me trouxe nesse momento da minha vida em que estou precisando me animar mais. 
Maria Luíza é mesmo uma luz na minha vida. Isso torna ela tão amadurecida, tão mais responsável. E me faz querer ver onde tudo isso vai dar.
Foi que ai pensei. O que eu fiz para ver minha filha tão feliz, independente e responsável?

Posso dizer-lhe que nem todas as pessoas tem essa capacidade. Somente quem traz em seu caráter essas características podem passar para seus filhos. Graças a Deus meus pais me passaram isso e hoje vejo que se criou uma corrente que certamente se estenderá pelos filhos de meus filhos.

Uma das coisas assertivas que eu fiz nessa missão de mãe foi não dar tudo que meus filhos pedem . Vejo o resultado disso hoje. Maria Luíza tão nova e já indo a luta, não que isso seja uma imposição minha, não, não, partiu dela. A vida é cheia de circunstâncias e certamente essa iniciativa dela irá fortalecê-la para a vida adulta. E se um dia ela enfrentar alguma dificuldade futuramente ela vai levar essa experiência e estará mais fortalecida. 

Não há nada de errado em uma criança aprender a ganhar dinheiro, (claro que de forma correta e sem exploração ou imposição); aprender sobre finanças, etc. Coisas básicas da vida. Nossa cultura limita bastante o desenvolvimento econômico de nossas crianças. Aqui em casa eu sempre ensinei o valor das coisas, do dinheiro, sobre economia, consumismo, supérfluo, necessário. Educar os filhos sobre essas coisas os farão adultos responsáveis.

"A vida é cheia de circunstâncias e certamente essa iniciativa dela irá fortalecê-la para a vida adulta".

Vejo também a independência dela em realizar algo indiretamente por conta própria, e o quanto isso trouxe realização pra ela. 
Percebo que estou cada dia mais me tornando desnecessária para algumas coisas na vida da Maria Luíza assim como já sou na vida da minha filha mais velha. E o objetivo da maternidade é esse, se tornar desnecessários para os filhos. 
Mas esse é assunto para outro post he he. 

Só posso dizer o quão sou grata pelos filhos que tenho. E é na maternidade onde aprendemos as maiores lições de vida. 
Se você é mãe de menina, saiba que essa menininha um dia será uma mulher e a Maria Luíza me traz a força da mulher, essa coisa de garra, de independência, de autoconfiança, além dela ser uma caixinha de surpresas ★.

Nunca limite seus filhos no desenvolvimento deles. Limites apenas no que se fizer necessário. Ensine seus filhos a viver no deserto. O que seria isso. Viver com as dificuldades que surgirem. Isso irá fortalecer eles na vida adulta. Não tire a inocência do seu filho, mas também não pinte um mundo de fantasia para eles, se esse mundo não existir. Seja verdadeiro com seus filhos. Eles merecem isso, e você também. 

Agora eu quero saber sobre a experiência de vocês. Alguém aí tem alguma pra contar. Deixa nos comentários.


Topo