23 de junho de 2018

João Batista, o Precursor de Jesus!


Bom dia queridos...

Estava ansiosa para escrever esse post. Falar sobre assuntos religiosos e doutrina cristã me faz um bem enorme.

Então, amanhã, 24, se comemora o nascimento de São João Batista, ou João Batista. Mas vamos conhecer esse homem que esteve na terra na época de Jesus.

João Batista é conhecido pela humanidade como o percursor de Jesus, ou seja, o homem que veio anunciar a vinda do messias, na terra.

Nascimento de João Batista

Segundo as escrituras sagradas, João Batista era filho de Zacarias, um sacerdote do Templo de Jerusalém, e de Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus. O nascimento de João Batista foi anunciado a seu pai pelo Anjo Gabriel. Incrédulo, Zacarias duvidou do que o anjo lhe anunciava, já que tanto ele como Isabel estavam já com uma idade avançada.

O reconhecimento do Messias

Um dia Maria foi visitar sua prima Isabel. Ao se aproximar João Batista mexeu no ventre de sua mãe, saudando o messias, pois Maria já estava gestante de Jesus. Isabel também reconheceu que ali estava a mãe do Salvador.

Vida e obra de João Batista

João usava uma vestimenta de pêlos de camelo e um cinto de couro em volta dos rins. Alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. Pessoas de Jerusalém, de toda a Judeia e de toda a circunvizinhança do Jordão vinham a ele para serem batizados nas águas do Rio Jordão.

João Batista viveu como um eremita no deserto da Judeia até cerca do ano 27 DC. Aos trinta anos começou a pregar nas margens do rio Jordão, alertando as multidões que o ouviam para os males dos tempos e dos homens chamados à penitência e ao batismo como forma de purificação.

João Batista pregava sobre o adultério e não agradou os olhos do rei Herodes que vivia em pecado com sua cunhada. Ciente de sua missão continuou as suas pregações pelas margens do Jordão, foi quando Jesus na idade de 30 anos pediu que João o batizasse.  João recusava-se: Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim!  Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa.
E João batizou Jesus e este iniciou também sua vida pública e a sua missão na terra.


A prisão de João Batista

João foi preso e depois foi decapitado a pedido de Salomé, instigada pela sua mãe, Herodiades que vivia em adultério com o irmão de seu marido Rei Filipe.
Encantado com Salomé o rei Herodes prometeu que daria o qe ela pedisse, ouro ou prata, mas ela a pedido da sua mãe pediu a cabeça de João batista numa bandeja.
O rei não podia voltar atrás e teve que cumprir sua promessa.

Vamos entender um pouco a imagem de São João Batista.



A túnica revela um aspecto importante de sua vida: a austeridade e o jejum. Os Evangelhos atestam que João alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre e vivia fazendo jejuns, tendo um grande espírito de oração.

A mão direita levantada
A mão direita de São João Batista levantada simboliza sua pregação nas margens do Rio Jordão. Ele percorreu toda a bacia do Rio Jordão pregando a penitência, a conversão, o arrependimento e o perdão dos pecados. João reunia multidões em torno de si por causa da força de sua pregação. Ele cumpriu sua missão maravilhosamente 'preparando o caminho do Senhor', como 'uma voz que grita no deserto'. Ele é o último dos preofetas.

A concha de São João Batista
A concha na mão esquerda de São João Batista simboliza sua missão de batizador. Com efeito, 'Batista' não é propriamente um sobrenome mas, sim, uma função: aquele que batiza. A concha também nos relembra que João Batista foi quem batizou Jesus, o Salvador que ele anunciava

A flâmula de São João Batista
A flâmula contem um texto em latim: 'Ecce Agnus Dei', o que quer dizer: 'Eis o Cordeiro de Deus'. Diz respeito a uma outra revelação de Deus através de São João Batista que revela que Jesus é o Cordeiro de Deus, isto é, o verdadeiro e definitivo sacrifício que será oferecido (com a morte de Jesus) para o perdão dos pecados.

O cordeiro de São João Batista
O cordeiro de São João Batista completa a mensagem da flâmula e simboliza Jesus Cristo, que foi sacrificado na cruz do calvário. O cordeiro em sacrifício, o próprio Jesus.

A cruz de São João Batista
A cruz tem dois significados. Primeiro, representa o anuncio de Jesus Cristo como Salvador. Jesus salva a humanidade como Cordeiro de Deus que se sacrifica através da cruz em favor de toda a humanidade. Em segundo lugar, a cruz simboliza também o martírio de São João Batista como prefiguração da morte de Jesus.

O manto vermelho de São João Batista
O manto vermelho simboliza sua morte. João foi um mártir da justiça e da verdade. Denunciou os desmandos de Herodes Antipas. Por isso, foi preso e degolado, a pedido de Herodíades, amante de seu próprio cunhado Herodes Antipas.

A Fogueira

Por que acendemos a fogueira na noite de hoje 23, para comemorar o nascimento de João Batista. Isabel disse a sua prima Maria, que quando seu filho João nascesse, ela avisaria através de uma fogueira. E assim Isabel fez. Quando seu filho nasceu, ascenderam uma fogueira e Maria ao avistar de longe o fogo soube que houvera nascido João.

Muitas pessoas pensam que a fogueira simboliza a morte de João Batista, pois sua cabeça foi jogada na fogueira. Mas não é esse o verdadeiro sentido.

O Blog da Maria Oliveira, deseja um feliz São João, que esse sentimento de amor a Jesus possa permear os nossos corações.


Topo