19 de dezembro de 2016

Colher Frutas no Pomar: 365 Coisas Para fazer Com os Filhos

Já estava com saudadinha de escrever esse quadro.
Faço tantas coisas com meus filhos, todos os dias que se fosse escrever sobre todas elas esse blog seria 100% materno.

Claro que nossa linha editorial é essa, mas focada no nosso estilo de vida.
Bom, uma das coisas que nós mães, pais e titios, titias podemos fazer com nossos filhos, são as coisas mais simples da vida, que sempre são as mais gostosas. Lembro-me do meu tempo de infância, que foi nesse mesmo lugar a maior parte. Eu adorava pegar fruta no pé. 
E hoje fazer isso com meus filhos não é apenas prazeroso, é ver neles um pouco de mim quando criança.

Subir na árvore, uma coisa tipicamente de criança. Ver minha filha de 11 anos subindo no mesmo pé de fruta que eu subia na idade dela é ver a glória de Deus na minha vida. Me proporcionando essa grande alegria.




O Pedro Augusto arranjou uma varinha para tirar a fruta do pé, (risos), e ficou chateado por que não conseguiu rsss.

Maria Luiza se aventurou pelas árvores.

Adorei essa foto, ele viu as mangas no chão e correu para pegar e colocar no balde que havíamos levado para trazer as frutas. 
O Pedro estava muito engraçado por que ao sair com pressa calçou o primeiro sapato que viu o da priminha dele Nicole, rsss.




Ao retornarmos para a sede  o Pedro não queria voltar, então fomos andando e ele ficou para trás, mais veio andando, choramingando. Nessas horas eu não dou muita atenção, porque sei que é um pouco de manha. Ele não largou a varinha e veio com ela. 


Sempre sorrio ao ver esta foto, por que ele quando tá emburrado ele abaixa a cabeça e na volta ele foi ficando mais distante de mim e de Maria Luiza, mas eu resistir e não esperei ele e nem fui mimá-lo. Ele foi ficando para trás mas chegou, o caminho é bem limpo e é só uns 200 mts da sede.




Nesse pé, já no quintal da casa, as mangas estavam lindas e quase encostando no chão.
Mesmo assim Maria Luiza quis subir no pé.
Estamos no tempo das mangas como dizem lá na roça. Mas lá na casa dos meus pais, na roça, essa época do ano é tempo de frutas como a goiaba, a fruta do conde, (minha preferida), graviola e acerola.

Aproveitei e ensinei à eles que a gente tava colhendo frutas que meus pais plantaram, que a gente colhe o que planta, seja o que for. Que se nós plantamos mamão, colhemos mamão e se nós plantamos coisas boas colhemos coisas boas, se plantamos coisas ruins certamente colheremos coisas ruins também. Expliquei sobre essa lei, do plantio e colheita, que é uma lei universal, do princípio.


Quando chegamos na sede eu coloquei o Pedro no cantinho da disciplina e doutrinei ele. Ele quando é contrariado faz um gesto, que todos quando veem sorriem. Ele abaixa os ombros e a cabeça, fica muito engraçado. Mas eu sempre uso esse método, da disciplina, converso com ele sobre as coisas não ser do jeito dele e sim do meu. Depois de tudo, dele me ouvir ai ele me beijar e fazer carinho. Ele é meio malandrinho, se não ficar esperta, ele me domina,rsss.

Foi muito legal nosso fim de semana. 

♥ Beeijos e boa semana pra todos nós. ♥


Topo