22 de julho de 2016

Salve 22 de julho: Dia da Paz e da Conciliação

Bom dia pessoas lindas!!!
Desde 2011, assembleias legislativas e câmaras municipais aprovaram projetos de lei que instituíram a data de 22 de julho como o Dia da Paz e da Conciliação. As iniciativas dos projetos partiram de deputados estaduais e de vereadores como uma referência a criação da União do Vegetal por Mestre Gabriel, em 22 de julho de 1961. Depois de promulgados por governadores e prefeitos, os projetos viraram lei em cinco estados, no Distrito Federal e em 10 municípios
O principal objetivo da data é para que ela possa servir como um período de preparação ao dia 1º de janeiro, quando se comemora o Dia da Confraternização Universal. Segundo os textos dos projetos, a relação entre o Dia da Paz e da Conciliação (22 de julho) e o da Confraternização Universal (1º de janeiro) está em que a conciliação é o momento anterior e indispensável à confraternização entre os povos. É também uma atitude que auxilia praticar o ensinamento de Jesus, de  amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.
Em nossa cidade, já foi instituído 22 de julho como o dia da paz e da Conciliação através dum projeto de Lei aprovado pela câmara de vereadores.

O estado do Amazonas foi o primeiro a efetivar a data, ainda em 2010; seguido de Roraima (2011), Paraná (2011), Pará (2012) e agora Mato Grosso e o Distrito Federal, em 2015.
Projetos em outros estados estão tramitando com a proposta da instituição do dia da Paz e da Conciliação em 22 de julho, trazendo para todos uma reflexão conjunta sobre a importância desses valores na vida individual e social.
A conciliação é um instrumento muito utilizado no âmbito jurídico, educacional e até prisional e tem trazido importantes resultados na pacificação da sociedade. A União do Vegetal acredita que a conciliação é uma semente originada da Luz, da Paz e do Amor.
A partir de 2011, para marcar o aniversário de 50 anos de criação da União do Vegetal, várias assembleias legislativas estaduais e câmaras municipais do País aprovaram projetos de lei que instituíram a data para marcar a busca da paz e da conciliação. As iniciativas dos projetos partiram de deputados estaduais e de vereadores. Depois de promulgados por governadores e prefeitos, os projetos viraram leis no Distrito Federal (2015) e em seis estados: Amazonas (2010), Roraima (2011), Paraná (2011), Pará (2012), Mato Grosso (2015) e Acre (2016); e em mais de 20 municípios brasileiros.:

Texto extraído do blog udv.org.br
Topo