23 de julho de 2016

Mulheres na Política

Acabando de chegar do evento político Democratas, Lugar de Mulher é Discutindo Política. Com uma boa participação das mulheres o evento revelou as deficiências que nós mulheres enfrentamos em vários setores. Um dos problemas bastante citados no debate foi o da saúde da mulher. 
O que se sabe é que muitas mulheres vêm a óbito por questões básica de saúde no município.

Um dos pontos que me incomoda bastante. E incomoda por que eu senti na pele e eu citei durante o evento, foi sobre a lei da parturiente, que é uma lei federal que existe há mais de dez anos, e infelizmente não é cumprida nos hospitais públicos e nem particulares. 
A lei assegura a mulher um acompanhante de sua escolha no parto e puerpério.

Muitas mulheres desconhecem sobre a lei, que entrou em vigor desde 2005. 
Além da Lei do Acompanhante,  existe outras duas resoluções que asseguram a presença de uma pessoa indicada pela mulher para o parto. A Agência Nacional de Saúde (ANS) regulamentou a RN 211, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a RDC 36/08, que também falam do mesmo tema: a permissão para um acompanhante.


Descobri uma leitora do blog, a belíssima esposa do pré-candidato a prefeito de Parauapebas, Marcelo Catalão. É muito gratificante encontrar pessoas que conhecem o blog.






Outros pontos importantes foram mencionados no evento, como: segurança. geração de renda e educação.


Topo