24 de junho de 2016

Religiosidade: São João Batista

É dia de São João
Olá bom diaaaa!
Eu venho através deste post contar para vocês um pouco da vida de João Batista.
João Batista viveu na Judéia no período do ano 01  a 27 d.C.
João Batista tem uma história cheia de mistérios e honra. De acordo com estudos João Batista foi um profeta, pregador e escreveu 4 livros do evangelho. Segundo a narração do Evangelho de Lucas, João Batista era filho do sacerdote Zacarias e Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus. João veio preparar as pessoas para a vinda do messias.



 O Discurso principal de João era a respeito da vinda do Messias. Grandemente esperado por todos os judeus, o Messias era a fonte de toda as esperanças deste povo em restaurar a sua dignidade como nação independente. Os judeus defendiam a ideia da sua nacionalidade ter iniciado com Abraão, e que esta atingiria o seu ponto culminar com achegada do Messias. João advertia os judeus e convertia gentios, e isto tornou-o amado por uns e desprezado por outros.

Um dos principais acontecimentos a respeito de João Batista foi o batismo de Jesus nas águas do Rio Jordão, pelo profeta que no momento se sentiu lisonjeado por batizar o filho de Deus.
Nesse momento Jesus nos dá um grande ensinamento, de humildade, pois sendo ele o filho de Deus pediu a João que o batizasse.


Os relatos Bíblicos contam a história da voz que se ouviu, quando João batizou Jesus, dizendo “este é o Meu filho amado no qual ponho toda a minha complascência”. Refere que uma pomba esvoaçou sobre João e Jesus dentro do rio, e relacionam essa ave com uma manifestação do Espírito Santo. Este acontecimento sem qualquer repetição histórica tem servido por base a imensas doutrinas. Isso é muito lindo, quando me coloco a imaginar e examinar esse momento. Chego a me emocionar com o meu salvador, como a natureza se manifesta pelo Espírito Santo de Deus.

Como pregava sobre o adultério João Batista incomodou Herodias, que era casada com o Rei Herodes Felipe, mas vivia em adultério com seu irmão o  Herodes Antipas.
Herodias pediu ao Rei Herodes que prendesse João Batista, e durante os 10 meses que ficou na prisão, Herodias tentou seduzir João, que firme na graça do pai não se rendeu a sedução de Herodias. Contrariada por ter sido rejeitada, 

Herodias por intermédio de sua filha, tradicionalmente chamada de Salomé, que ao impressionar o rei em sua festa de aniversário através de sua dança, conseguiu coagir o Rei pelas suas palavras quando disse que ela podia pedir na sua festa de aniversário de 15 anos o que quisesse, até mesmo metade do seu reino. Atendendo ao pedido da mãe que mandou ela pedir a cabeça de João Batista  numa bandeja de prata.
Mesmo sabendo que a sua decisão teria consequências, Antipas, mandou executar João.

Dentro de diversas religiões o profeta João, representa uma simbologia muito forte. No Cristianismo João Baptista foi um homem consagrado que pregava a purificação pelo Baptismo.  


No Espiritismo, religião ao qual profetizo a minha fé, para alguns Espíritas, Elias reencarnou como João Batista. Mais tarde, teve outras experiências reencarnatórias como sacerdote druida entre o povo celta, na Bretanha. Depois como o reformador Jan Hus (1369-1415), na Boêmia. Na França foi Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), o qual utilizava o pseudônimo Allan Kardec como codificador do Espiritismo. Sua última existência corpórea se deu no Brasil, nascido dia 23 de Fevereiro de 1911 com o nome de Oceano de Sá, mais tarde chamado de Yokaanam:. (fundador da Fraternidade:. Eclética:. Espiritualista:. Universal:. - Primeiro:. Santuário:. Essênio:. do Brasil:. e das Américas:.), reconhecido como tal por diversas escolas sérias e reconhecidas mundialmente, embora o mesmo não assumisse publicamente pois nunca achou necessário e não queria tirar proveito algum de tal reconhecimento.

No Mandeísmo, João Baptista é venerado como messias pelo mandeísmo. João Baptista é também considerado pelos muçulmanos como um dos grandes profetas do Islão.

na Umbanda, religião afro-brasileira, este santo é sincretizado como uma das manifestações do orixá Xangô na Umbanda e é responsável nesta crença, por um agrupamento de espíritos que trabalha com a saúde e o conhecimento, chamada de Linha do Oriente, (ver Orientais na Umbanda) por congregar além de médicos e cientistas, hindus, muçulmanos e outros povos.

No Islamismo, São João Batista também é reverenciado pelos muçulmanos sunitas como sendo um dos seus profetas. 

Na Maçonaria

São João Batista é aclamado pela Francomaçonaria como seu padroeiro.


Topo